000-221 pdf, JN0-101 pdf, JN0-360 vce, 1z0-051 demo vce, 1z0-058 exam dumps, CA0-001 exam, PMI-RMP Dumps, 70-410 vce, 70-346 exam, exam dumps answers and questions, 640-554, all vendor, 300-101 exam pdf, 100-101 exam certification, 300-135 exam answers, 400-101 questions, SY0-401 exam, ADM-201 vce, ccna 200-125 vce, 70-697 PDFDumps, 70-697 dumps, 00M-653 exam, 00M-653 questions, 200-125 dumps, 200-125 exam, 300-101 exam, SY0-401 vce, 300-101 dumps, SY0-401 exam, 200-125 dump, 400-101 dumps, ccna 200-125, 400-101 questions, 70-533 exam, 300-101 vce, 70-533 vce, 300-101 exam, 210-260 study guide exam, 200-125 pdf, CCNA Security 210-260, 200-125 vce, 200-125 vce 2017, 200-125 exam dumps, 200-125 demo, 810-403 exam, ccna 200-125, 70-460 practices, 300-075 dumps, 810-403 online, 200-125 test, 70-463, 300-075, 200-310, 300-101 exam, 400-051 online, 400-101 self study, 210-065 dumps, 70-410 vce, 70-533 free, 810-403 dumps, 300-115 exam, 70-532 exam, 200-125, 200-125 vce 2017, JK0-022 study, 70-410 dumps, 70-533 download, 810-403 vce, 300-115 pdf, 70-532 vce, 200-105 pdf vce, 200-125 demo

Home / Destaques / Repasses federais e estaduais são incompatíveis com a realidade dos Municípios

Repasses federais e estaduais são incompatíveis com a realidade dos Municípios

“Às vezes o município para por não ter condições de cumprir com o que o estado ou a União impõem”. A declaração foi feita pelo Presidente da Associação Rondoniense de Municípios – AROM, Jurandir de Oliveira, em entrevista à rede de rádios Rondônia, nesta quarta-feira (23). O municipalista sustenta que os Prefeitos penam com inúmeras tribuições administrativas sem os devidos recursos, e que os governos federal e estaduais deveriam consultar os Municípios, antes de criarem as obrigações.

Os enfrentamentos das gestões municipais sobre a arrecadação insuficiente e as crescentes demandas sociais são temas que a AROM vem debatendo junto aos poderes, órgãos das administrações e entidades de fomento econômico. Somado a essa problemática, há o comprometimento dos gastos públicos, que é regulado por lei, quesito que tem gerado grande preocupação aos gestores de Rondônia. “Atualmente, 85% dos Municípios já extrapolaram o índice prudencial de folha de pessoal”, observou Jurandir.

Como soluções, o Presidente da AROM informou que a instituição desencadeou algumas frentes de atuação institucional, que visam o aumento da arrecadação própria dos Municípios, bem como das transferências federais, além de medidas de liquidação de dívidas, para propiciar fôlego administrativo aos Prefeitos. Neste sentido, o dirigente municipalista alertou para a ocorrência de um real caos tributário, com as quedas dos repasses estaduais de ICMS em função da venda não tributada da energia produzida pelas Usinas do Madeira.

Na entrevista, que foi concedida ao radialista Maurício Calixto, à Rádio Rondônia FM (93,3), de Porto Velho, Jurandir de Oliveira esteve acompanhando do Prefeito Eduardo Bertoletti, de Primavera de Rondônia, que também prestou considerações sobre o municipalismo.

Autor: Assessoria/AROM

Veja Também

AROM inaugura projeto “Atitude na Cidade” destacando Nova União

A Associação Rondoniense de Municípios – AROM lança mais um projeto de promoção das administrações …