Início » Últimas Notícias » Energia nos Municípios é tema de debate entre prefeitos, deputados e Energisa

Energia nos Municípios é tema de debate entre prefeitos, deputados e Energisa

A convite da Assembleia Legislativa de Rondônia, prefeitos de quatro municípios participaram de reunião ordinária da Comissão de Agropecuária e Política Rural, com a participação de quatro deputados estaduais e representantes executivos da empresa Energisa, distribuidora de energia elétrica de Rondônia. Na ocasião, os representantes locais tiveram a oportunidade de conhecer o plano de investimentos da companhia nos municípios e também de apresentarem demandas ligadas ao melhoramento do fornecimento de energia.

Foto Assessoria ALE-RO

Os participantes ouviram as explanações do diretor de Relações Institucionais da Energisa, Luiz Marcelo, que detalhou os investimentos previstos para serem aplicados ainda neste ano de 2019, que somam mais de R$ 470 milhões. As metas de utilização dos recursos visam atender a demandas como a aquisição de veículos, equipamentos, treinamento e capacitação de pessoal e expansão de rede.

O representante da Energisa também destacou a política de combate às perdas com furto de energia. Segundo o executivo, quando resolver o problema dos chamados “gatos” de energia, o funcionamento deve gerar um aumento real de R$ 25 milhões na arrecadação de ICMS pelo estado de Rondônia, com consequente repasse de 25% desse valor aos municípios.

Segundo o dirigente, a empresa implementará automação de 52 subestações em Porto Velho, com previsão de promover interligação de municípios com rede específica. Entre outras ações estão investimentos prioritários em projetos que devem contemplar municípios como Cerejeiras; Nova Dimensão, distrito de Nova Mamoré; Espigão do Oeste e Jacinópolis, distrito de Nova Mamoré.

O município de Alta Floresta d’Oeste foi representado pelo vereador Robson Ugolini, que relatou os dissabores que o município atravessa com a ineficiência no fornecimento de energia. “Somos produtores de energia, mas nossa energia é sem nenhuma qualidade, sem nenhuma garantia. Temos muitos apagões, muitos problemas e muitos prejuízos. Parece que vivemos nos tempos do gerador a diesel”, disse.

Em resposta, o Diretor Institucional, Luiz Marcelo, informou que o município será servido de uma nova rede, partindo de Rolim de Moura e Santa Luzia d’Oeste. “Isso vai gerar uma segurança energética maior. A expectativa é de que sejam concluídos os serviços ainda neste ano”, anunciou.

Já o prefeito de Cujubim, Pedro Fernandes, relatou que o município passa por dificuldades com a deficiência da rede de energia. “Temos uma escola na comunidade de Castanheiras, que precisamos fazer reforço de rede num trecho de 20 quilômetros, que precisa ser feito com urgência, para garantir a instalação de ares condicionados”, disse.

Da mesma forma reclamou o prefeito de Vale do Paraíso, Charles Pinheiro. O gestor lembrou a cidade tem vivenciado inúmeros apagões e os moradores amargam prejuízos que afetam comerciantes, empresários e até o funcionamento das estruturas de saúde. “Foram anunciados muitos investimentos aqui e quero reiterar que já protocolei, desde 2018, pedidos para a questão das redes de energia na região de fronteiras com outros municípios”, lembrou. O Gestor também solicitou que a empresa apresente em seu planejamento, as previsões reais de datas para a execução dos investimentos, de forma que fique mais esclarecido para a população.

Luiz Amaral, prefeito de Parecis, denunciou que já faz mais de oito anos que o município não recebe nenhum investimento no setor. “Temos também dificuldades na expansão da rede de eletrificação rural, através do programa Luz Para Todos”. O administrador ainda fez um requerimento de ampliação da rede de energia urbana.

O prefeito de Urupá, Célio Lang, também relatou as dificuldades enfrentadas pelo município, causadas pelo fornecimento precário de energia elétrica. Segundo ele, a prefeitura se vê impedida de realizar investimentos até mesmo em iluminação pública. “Temos um laticínio implantado na cidade, que consome muita energia e precisa da garantia de energia confiável, pois garante empregos e renda para a cidade”, acrescentou.

Além dos prefeitos e do vereador, participaram da reunião o presidente, Cirone Deiró (Podemos), e os deputados estaduais Lazinho da Fetagro (PT), Chiquinho da Emater (PSB) e Adelino Follador (DEM).

Assessoria AROM