Início » Destaques » AROM defende que recursos do DETRAN sejam revertidos em melhorias

AROM defende que recursos do DETRAN sejam revertidos em melhorias

“Os recursos arrecadados com multas de trânsito pelo DETRAN poderiam retornar à população por meio do financiamento de infraestrutura que favoreça os pedestres, nas cidades”. Desta forma defendeu o Presidente da AROM, Claudio Santos, durante pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa, em sessão itinerante realizada na Rondônia Rural Show, nesta quinta-feira (23).

Em sua fala representando todos os prefeitos, o dirigente da associação enfatizou a importância da inciativa de fortalecimento da produção agrícola, mas também lembrou aos parlamentares ao Governador Marcos Rocha sobre o expediente da entidade junto ao DETRAN. O prefeito explicou que há previsões de legalidade para que os municípios ofereçam condições adequadas à passagem dos pedestres, com a construção de calçamento.

O Presidente da AROM citou aos presentes a Resolução Nº 638, de 2016, do Conselho Nacional de Trânsito – CONTRAN,  que regulamentou as formas de aplicação das receitas de cobrança das multas de trânsito, além do previsto no Caput do art. 320 do CTB, que também estabelece a permissão de execução de obras de engenharia.

“Somente no ano de 2018, a receita estadual oriunda de multas de trânsito somou a quantia de R$ 41,5 milhões. Com a implementação do projeto da AROM, denominado ‘Rondônia, Trânsito para Todos’, esses recursos certamente atenderiam de forma mais ampla a sociedade, que contará com maior mobilidade urbana e segurança”, disse o Presidente Claudio. Ele também lembrou que os municípios não dispõem de recursos para o setor e que essa aplicação também traria uma valorização e embelezamento local.

Assessoria/AROM