Início » Destaques » Chupinguaia, Colorado e Primavera são primeiros a concluírem 100% do cadastro em plataforma de gestão do transporte escolar

Chupinguaia, Colorado e Primavera são primeiros a concluírem 100% do cadastro em plataforma de gestão do transporte escolar

Os municípios Chupinguaia, Colorado do Oeste e Primavera de Rondônia foram os primeiros a concluírem o cadastro na plataforma de gestão e controle do transporte escolar licenciada à Associação Rondoniense de Municípios (AROM). Rotas, trajetos, quantidade de alunos e de escolas, a frota, motoristas e monitores estão 100% incluídos na plataforma informatizada para gerenciamento.

Com isso, os três já estão totalmente integrados com informações e controles gerenciais do transporte de educandos, serviço ofertado pelas prefeituras a estudantes da Zona Rural de cada município durante o ano letivo.

Além desses, outros 36 municípios já inseriram na plataforma, informação de cerca de 22 mil alunos e mais de mil ônibus, integrado-as, permitindo controle, gestão, fiscalização e acompanhamento das Secretarias Municipais de Educação. Agora, as equipes municipais avançam para outras fases para finalizarem o cadastro.

A plataforma de gestão

Atenta às recomendações do Tribunal de Contas, mas acima de tudo, confiantes de que apenas com a informatização desta essencial atividade pública é que trará melhorias, de fato, na oferta da educação municipal em Rondônia, a AROM está disponibilizando essa plataforma aos entes municipais.

O conjunto de ações para a elevar a qualidade do serviço à disposição da comunidade estudantil da Zona Rural rondoniense começou com a iniciativa da AROM ainda no ano de 2016, após perceber e receber constantes reclamações dos gestores com os problemas enfrentados pelas administrações, principalmente na forma como era repassado o recurso do Governo do Estado, modalidade de convênio. Foram então realizados estudos e chegou-se ao Programa Ir e Vir, que sugerido ao Estado, foi instituído em lei,  “Lei Estadual nº 4.426/2018”, que determina a transferência direta de recursos.

A informatização é uma segunda etapa do Programa Ir e Vir. Pelo sistema de gerenciamento é possível, inclusive, auferir o custo de cada aluno transportado (desde que a prefeitura faça a inserção das informações), o que propiciará, inclusive, melhores resultados em licitações aos municípios que terceirizam o serviço, elevando a qualidade do serviço ofertado, além de possibilitar uma pactuação justa entre município e Estado, em relação ao repasse financeiro para custeio do transporte compartilhado, ou seja, do transporte realizado pelo município ao aluno da rede de ensino estadual.

Além disso, “o aplicativo tem sua funcionalidade social”, como destaca o presidente da AROM, Claudio Santos, enfatizando que a tecnologia será utilizada pela gestão municipal para avaliar as condições do serviço prestado e das estradas que são utilizadas como rotas do Transporte Escolar, já que o monitor, aluno transportado e motorista terão acesso à plataforma para fazer o lançamento de informações e avaliação necessária.

“É importante destacar que os monitores terão acesso ao sistema, mesmo quando não houver conexão internet, já que o serviço é prestado na zona rural, onde vão inserir informações importantes, como condições das estradas, a frequência dee alunos (embarque e desembarque), rotas, quilometragem rodada, tempo de gasto pelos veículos em cada trecho, entre outras situações que surgem com o decorrer do ano letivo e que demorariam para serem relatadas para as Secretarias de Educação. A plataforma permite essa agilidade, integração de informações com o único objetivo: manter o transporte de qualidade aos estudantes”, diz Santos.

Quer saber mais sobre o movimento municipalista rondoniense? Acesse arom.org.br. Você também pode interagir pelas nossas redes sociais Instagram e Facebook.

 

Assessoria AROM