Início » Destaques » AROM e Seas discutem fortalecimento de políticas de assistência social nos municípios

AROM e Seas discutem fortalecimento de políticas de assistência social nos municípios

Políticas públicas de assistência social nos municípios de Rondônia voltaram a ser discutidos nesta quarta-feira (29), durante encontro entre a presidente da Associação Rondoniense de Municípios (AROM), Gislaine Lebrinha, e a secretária de estado de Ação Social, Luana Rocha, em Porto Velho. O chefe da Casa Civil, Júnior Gonçalves, também participou da reunião.

Tanto a pasta estadual quanto as municipais de assistência social tem procurado estabelecer parceria, por meio da AROM, sobre a possibilidade de ações de auxílio aos entes municipais para que sejam melhor definidas e executadas as políticas públicas voltadas para as pessoas mais carentes. Além disso, a estruturação dos Conselhos Tutelares também tem sido bastante discutida entre os dois órgãos.

“As políticas de assistência social precisam chegar à população mais carente e também àqueles que mais precisam neste momento de pandemia em que estamos vivendo. Por isso, além do aparelhamento dos Conselhos Tutelares nos municípios, estamos avaliando e discutindo a implementação de ações voltadas aos permissionários dos municípios. E a AROM tem sido o elo, empreendendo esforços para subsidiar a secretaria estadual com informações e identificação de demandas prioritárias realmente venham ao encontro das necessidade de atuação das gestões locais”, esclarece Gislaine Lebrinha.

Conforme a secretária Luana Rocha, essa aproximação entre Estado e Município fortalece as políticas de assistência social, garantindo que mais pessoas recebem a atuação do governo.

Avanços
Da parceria entre a Seas e a AROM, a equipe de engenharia da entidade municipalista elaborou os projetos para os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) nos municípios e a secretaria estadual destinou os recursos para a construção. “Temos mantido o diálogo constante com a secretária Luana Rocha e sua equipe. A conquista do CRAS nos municípios mostra que a Seas está focada em ficar mais próximo da população, pois é por meio do CRAS que as prefeituras atuam para prevenir e reduzir as ocorrência de situações de vulnerabilidade e riscos sociais, trabalha o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, principalmente com a participação de idosos, atua para a ampliação do acesso aos direitos, como emissão de documentos, dentre vários outros cenários tão necessários aos cidadãos”, destaca Lebrinha.