Início » Destaques » Receita divulga lista de inscrições homologadas para curso do ITR; Três são servidores de Rondônia

Receita divulga lista de inscrições homologadas para curso do ITR; Três são servidores de Rondônia

Três servidões municipais de Rondônia tiveram a inscrição homologada para participar da 1ª turma do curso do Imposto Territorial Rural (ITR). A relação com os nomes foi divulgada, na segunda-feira (25), pela Secretaria Especial Receita Federal do Brasil (RFB), que disponibilizou 160 vagas para essa edição da capacitação. No total, em todo o país, foram 235 inscritos.

Resultado da homologação das inscrições 1ª Turma Curso Formação ITR 2021

Os nomes de Rondônia com a inscrição homologada deferida são: Genilson Rodrigues de Souza e João Belarmino de Souza, ambos de Machadinho do Oeste, e José Batista de Souza, de Alvorada do Oeste.

Os servidores que realizaram as inscrições e estão no documento com o status da solicitação de participação como “Não Homologada” e “Homologada não deferida” podem entrar com recurso entre os dias 25 e 26 de janeiro. Nesse caso, deve ser enviada a contestação para o e-mail: enat@rfb.gov.br. O resultado final será divulgado no dia 29 de janeiro, após a análise dos recursos pela RFB. O início da capacitação está previsto para 8 de fevereiro e deve se estender até 16 de abril.

Essa lista de interessados é referente ao período de inscrição compreendido entre os dias 11 e 15 de janeiro. O treinamento é exclusivamente para os servidores municipais em efetivo exercício no cargo, que sejam aprovados em concurso público de provas ou provas e títulos. Eles também devem ser os mesmos que foram indicados na opção de adesão ao convênio entre o Município e a RFB, conforme as determinações art. 10, inciso II, da Instrução Normativa 1.640/2016.

O curso é uma oportunidade crucial para que o servidor municipal possa iniciar o trabalho de fiscalização e cobrança do ITR e para o Município dar início ao recebimento de toda a arrecadação do tributo. Os servidores precisam estar devidamente treinados e habilitados ao sistema de fiscalização e cobrança do ITR. Outro ponto importante é que a não conclusão do curso por evasão ou reprovação por mais de duas oportunidades consecutivas terá como resultado a denúncia automática do convênio.

Assessoria AROM com informações da CNM