Início » Destaques » AROM instala comissão de transição da sua nova gestão

AROM instala comissão de transição da sua nova gestão

 

O atual conselho diretor busca organizar todo o patrimônio e contas da associação para dar transparência à todos os associados e a sociedade rondoniense.

A reunião aconteceu na última quinta feira (06), com o objetivo de organizar a documentação contábil, financeira e de pessoal da instituição, em função das dificuldades encontradas durante o processo de transição da gestão anterior, visto que a diretoria executiva e a coordenação financeira não apresentaram documentação contábil relativa ao exercício do ano de 2020.

Segundo o presidente Célio Lang, que participou da abertura da reunião, o objetivo principal da Comissão é fazer a transição da nova gestão de forma efetiva. “Sabemos que existem muitas dificuldades e, para sanar esses problemas, precisamos da ajuda de todos”.

Ao fazer levantamento de documentos da gestão anterior, constatou-se que a AROM possui algumas dívidas e a preocupação principal do novo presidente é limpar o nome da associação, quitar dívidas. “Sabemos que existem alguns débitos que precisam ser pagos e, para isso, estamos realizando  corte de gastos”.

Célio Lang  afirmou que uma das primeiras ações para diminuir os custos do funcionamento da AROM é a mudança para um novo prédio, devido ao alto preço de aluguel pago pela atual sede. “Essa está sendo uma das primeiras coisas, porém, quero a ajuda de todos aqui para executarmos estratégias que nos ajudem a fazer um melhor trabalho para os municípios, gastando menos”.

Outra mudança vinda com a nova gestão é a prestação de contas com o Tribunal de Contas de Rondônia. “Junto com Conselheiro Francisco Junior,  indicado pela Corte de Contas  para nos ajudar, faremos uma prestação de contas completa, para estarmos sempre com a casa em ordem”, informou Eduardo Ferro, atual contador da AROM.

Mesmo com as dificuldades ainda apresentadas, a Comissão está otimista com a reorganização da associação. “Precisamos fazer a tomada de contas e o levantamento correto de tudo o que conseguirmos. Dessa forma, a nossa gestão não será prejudicada e, muito menos, os nossos servidores”, salientou o presidente da associação.

Assessoria AROM

Além disso, verifique

Municípios podem participar de proposta para fortalecer Eficiência Energética em prédios públicos

As Centrais Elétricas Brasileiras S.A. (Eletrobras), por meio do Programa Nacional de Conservação de Energia …