Início » Últimas Notícias » AROM participa do Seminário “Novos rumos frente ao marco regulatório do saneamento básico”

AROM participa do Seminário “Novos rumos frente ao marco regulatório do saneamento básico”

A Associação Rondoniense de Municípios (AROM) participou do seminário promovido pela Funasa, em parceria com o Instituto Federal de Rondônia (IFRO) e a Fundação Universidade Federal de Rondônia (Unir), que teve início na quarta-feira (12) e finalizou na manhã desta quinta-feira (13). No evento, foram abordados temas como: novos parâmetros de regulação; Lei nº 14.026/2020; a importância dos planos municipais de saneamento básico; Projeto Salta-z – solução alternativa coletiva de abastecimento de água para pequenas comunidades e Educação em saneamento e saúde ambiental.

O evento contou com a participação do presidente da AROM, Célio Lang; Sergio Francisco Loss, representando o IFRO; da prefeita Lisete Marth, representando Cerejeiras (Município convidado); Magnum Jorge, representando a Agência de Regulação de Serviços Públicos Delegados do Estado de Rondônia (Agero); Sandra da Cruz, representando a UNIR; o secretário de finanças do estado representando o Governo de Rondônia, Luís Fernando; e o Superintendente da Funasa em Rondônia, João Siqueira.

Durante a abertura do seminário, Célio Lang ressaltou a importância do seminário para os municípios. “Nós prefeitos sabemos das dificuldades que os municípios têm com relação aos recursos disponíveis e adequações de projetos. E nós temos prazo para cumprir com esse novo marco regulatório, criado pela Lei 14.026/2020 de 15 de julho de 2020. Dessa forma, o evento é de suma importância para que os gestores possam obter mais conhecimento para aplicar em sua cidade”, disse.

O superintendente da Funasa, João Siqueira, destacou a importância do seminário, citando que muitas empresas privadas também tentaram participar, mas foi exclusivo para funcionários públicos. “Nós precisamos conscientizar o poder público. Dessa forma, convidei para o evento a AROM, Agero, Unir e IFRO, pois nós sabemos o déficit do funcionalismo público, então se não fizermos uma fusão e dermos as mãos, dificilmente conseguiremos atender aos prazos estipulados pelo Governo Federal”.

Também estiveram presentes: Marcélio Brasileiro, prefeito de Nova Mamoré; Marcondes de Carvalho, prefeito de Parecis; Valéria Garcia, prefeita de Pimenteiras; Leandro Vieira, prefeito de Corumbiara e Izael Dias, prefeito de Cabixi.

Assessoria AROM

Além disso, verifique

Municípios podem participar de proposta para fortalecer Eficiência Energética em prédios públicos

As Centrais Elétricas Brasileiras S.A. (Eletrobras), por meio do Programa Nacional de Conservação de Energia …