AROM esteve presente em Encontro da Undime-RO em Cerejeiras

No dia 17 de novembro, o assistente de educação da Associação Rondoniense de Municípios, Luciano Farias, representou o presidente da AROM e prefeito de Urupá, Célio Lang, na abertura do Encontro Estadual da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação de Rondônia (Undime/RO), que abordou como temário central: “Os grandes desafios da gestão e financiamento da educação”. O evento aconteceu nos dias 17 e 18 de novembro, no Espaço de Eventos Arco Íris, em Cerejeiras. No encontro participaram mais de 140 representantes de vários municípios, que desempenharam diversas atividades ao longo da programação.

Na cerimônia de abertura, a prefeita de Cerejeiras, Lisete Marth foi enfática ao falar da importância do evento e sobre ser adepta do bom diálogo para solução de problemas. “É através de encontros como esse e do diálogo que resolvemos a maioria dos problemas dos nossos municípios, buscando sempre fazer o bem em prol de todos”, destacou.

A secretária adjunta da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Débora Raposo presente no evento, reafirmou a parceria da SEDUC com os municípios e destacou que o governo irá instituir lei que formalizará o regime de colaboração entre o estado e os municípios. “Trago aqui o compromisso do governo de Rondônia para fortalecer o regime de colaboração junto aos municípios”, finalizou.

O representante da AROM, Luciano Farias resgatou a importância que a parceria UNDIME e AROM tem trazido relacionadas as pautas da educação. As duas instituições têm atuado em defesa dos municípios, entendendo as dificuldades de cada um e desenvolvendo um bom diálogo e atuação no Gabinete de Articulação para a Efetividade da Política da Educação (GAEPE-RO), onde encontram-se vários parceiros, inclusive os órgãos de controle como TCE-RO e MPRO. “Os temas do encontro foram muito relevantes, em especial o tema do ICMS educação, trazido pelo técnico do TCE-RO, Vinícius de Moraes, que demonstrou o quanto é importante a promoção da equidade e da qualidade do ensino na primeira infância e o engajamento dos gestores educacionais no processo de avaliação diagnóstica que contabilizará para a composição do ICMS dos municípios”, comentou.

Assessoria AROM